06 julho 2007

Ida à praia...

Como tinha escrito, ele havia de vir, e veio!
O Verão, pois claro!
Chegou o calor e a praia.
Já bati o meu recorde.
Fui dois dias seguidos à praia.
Ontem e hoje!
À minha praia preferida, Ribeira d'Ilhas.


Ontem esteve um tempo lindo, até usei protector solar.
Hoje, andava aquele nevoeiro, vai-e-volta, que por vezes ali aparece.
Nem tirei a camisa.
Estive a ver e a ouvir uma competição de surf!
Ouvir, é verdade, que o speaker não nos deixa adormecer.
É a heat seguinte, o surfista amarelo que pega a onda no outside e a acompanha até ao inside, etc...
E a música? Bué de alta!
A ver também, mas não levei os binóculos e como o outside era longínquo, só via uns pontinhos, a menos que algum dos sub-16 ou sub-18, pois era desses que se tratava, conseguisse cavalgar a onda até perto da praia.
O vento, como habitualmente, também incomodava.
Nem todos, como se pode ver pela foto que tirei a um praticante de windsurf!


No fim-de-semana nem pensar lá ir, pois mesmo sem surf, aquilo é uma confusão. A praia é pequenina e o estacionamento também.
Para a semana, se a formação de turmas deixar e o tempo ajudar, lá tentarei voltar!

4 comentários:

Anónimo disse...

Pois, pois ... enquanto uns trabalham, outros trabalham...para o bronze. Não faz mal, depois eu desforro-me.
Paula Costa

Antonio Neves disse...

E gajas ... não existem gajas neste site.
Com esses título, apareces em qualquer acto de busca internética ... de pau!!!

Anónimo disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Se você quiser linkar meu blog no seu eu ficaria agradecido, até mais e sucesso. (If you speak English can see the version in English of the Camiseta Personalizada. If he will be possible add my blog in your blogroll I thankful, bye friend).

Unknown disse...

A praia chama-nos com um encanto bronzeado, lembra-nos como é bom o cheirinho a marezia, como o som do bater das ondas nos acalma e como a areia quente nos aconchega.

Da maneira que descreveste esse teu belo dia, até me imaginei lá.
Mas não gosto muito dos dias em que há competição de surf, tirando as "gajas", como diz o Tó, dos surfistas, que quando estão sozinhas adoram descascar-se, provavelmente para desconcentrar os outros concorrentes ou o júri.

Vou começar a frequentar o clube dos empraiados, para tirar um pouco da brancura e actualizar a base de dados das "babes" bronzeadas.

Renato